Madrid com biblioteca especializada em literatura lusófona

A Biblioteca Municipal José Saramago, em Madrid, conta desde o mês de Outubro com uma secção especializada em literatura de autores lusófonos, com um primeiro conjunto de 300 livros em português ou traduzidos para o castelhano. O espaço tornou-se assim “na primeira biblioteca da cidade de Madrid especializada nesta língua”, segundo a diretora da Biblioteca Municipal José Saramago, María José Casseca.

A secção de literatura lusófona resulta de uma doação inicial de cerca de 300 livros à biblioteca por parte da Embaixada de Portugal em Madrid, formalizada este mês. “São 300 novos títulos em português e espanhol e o nosso compromisso é aumentar o número de títulos aqui disponíveis nesta biblioteca”, disse o embaixador português João Mira Gomes.

Entre os livros da nova secção de literatura portuguesa desta biblioteca de Madrid, que tem o nome de José Saramago desde 2011, está a obra completa do escritor, em português e castelhano.

A biblioteca tinha até agora “muito poucas” obras de autores lusófonos, para além das do próprio Saramago, Nobel da Literatura de 1998, disse María José Casseca. A directora da biblioteca revelou que, na sequência de notícias e informações públicas sobre a criação desta secção especializada em literatura lusófona, a biblioteca já recebeu muitas manifestações de interesse, sobretudo de escolas de idiomas.

O protocolo entre a Embaixada de Portugal e o município de Madrid foi assinado no Dia Internacional das Bibliotecas, que este ano tem como lema “tecendo comunidades”.