Alice Vieira recebe o Prémio Ibero-americano de Literatura Infantil e Juvenil

A escritora portuguesa Alice Vieira recebe esta segunda-feira, em Lisboa, o Prémio Ibero-americano de Literatura Infantil e Juvenil, atribuído em setembro passado pela Fundação SM.

Alice Vieira, de 80 anos, é a primeira autora portuguesa distinguida por este prémio, que reconhece “a trajetória de escritores ibero-americanos” de literatura infantil e juvenil e que tem um valor monetário de 30.000 dólares, cerca de 28.000 euros.

Alice Vieira soma mais de 40 anos de carreira literária, que conjugou com o percurso no jornalismo. Apesar de ter escrito e publicado romance e poesia para adultos, foi na literatura para jovens que ganhou maior notoriedade, com títulos como “Rosa, minha irmã Rosa”, “Úrsula, a maior”, “Os olhos de Ana Marta”, “Viagem à roda do meu nome” e “A espada do rei Afonso”.

Em setembro, Alice Vieira disse à agência Lusa que gostou muito de saber que venceu o prémio, que é sempre bom ser reconhecida pelos livros que escreve, mas que, acima de tudo, não dispensa a escrita em imprensa.

Entre outros prémios que recebeu destacam-se o Calouste Gulbenkian de Literatura Infantil por “Este rei que eu escolhi” (1993), o Grande Prémio Gulbenkian pelo conjunto da obra (1994) o prémio Maria Amália Vaz de Carvalho pelo livro de poemas “Dois corpos tombando na água” (2007).

com Agência Lusa