Lisbon Poetry Orchestra (LPO) apresenta novo disco ao vivo no Cineteatro Capitólio

A Lisbon Poetry Orchestra (LPO), coletivo multidisciplinar de músicos e dizedores têm novo álbum de originais.

Chama-se “Os Surrealistas” e mergulha de cabeça no movimento surrealista português trazendo à presença poemas de Mário Cesariny, Alexandre O’Neill, Mário Henrique Leiria, António José Fortes e António Maria Lisboa, entre outros.

O disco tem a produção de Fred Ferreira (baterista e produtor de eleição, em bandas como os Orelha Negra e Banda do Mar, entre outros) e lançamento previsto para este ano.

Alex Cortez, baixo elétrico
Filipe Valentim, piano
Luís Bastos, saxofone, clarinete e guitarra acústica
Mário João Santos, bateria e percussões
Sérgio Costa, guitarra elétrica
Francisco Ramos, Violino
Tiago Rosa, Violoncelo
André Gago, José Anjos, Nuno Miguel Guedes, Paula Cortes e Miguel Borges, vozes
Manuel San Payo, som
Sara Braz Ferreira, assistente
João Quintela, iluminação
A PALAVRA, Produção; Nuno Sampaio, direção produção
Paulo Santiago, produção executiva

Música e poesia, experimentalismo e groove, num concerto único e imperdível, quarta-feira, 8 de Maio no Cineteatro Capitólio.