Lisbon Poetry Orchestra

A Lisbon Poetry Orchestra é um coletivo multidisciplinar formado por músicos e poetas que convidam outros artistas para celebrar e interpretar a poesia numa viagem única à descoberta e reinvenção da palavra dita.

Os primeiros passos do colectivo são dados em 2015, ano em que a LPO apresenta no Centro Cultural de Belém o espectáculo “De Lisboa para o Mundo”. Este concerto foi acompanhado por uma edição exclusiva de um CD com o mesmo título.

Em 2017, a LPO edita o livro/CD “Poetas Portugueses de Agora” (edição Abysmo). Este trabalho apresenta uma metodologia criativa muito singular em que cinco poetas (Valério Romão, Paulo José Miranda, Cláudia R. Sampaio, Filipa Leal e Daniel Jonas), a partir de um conjunto de temas musicais e por eles inspirados, escreveram para uma edição que conta com a participação do artista plástico Daniel Oliveira.

Cinco anos depois, em 2022, o colectivo regressa às edições com “Os Surrealistas”, dedicado a um grupo de artistas e poetas que, num Portugal cinzento, percebeu a urgência da liberdade. É a partir do extraordinário legado deste movimento artístico que a LPO vai buscar a matéria para a construção de um livro/CD com pinturas de João Alves e fotografias de Vitorino Coragem, assim como de um espetáculo que é também uma viagem pela obra de alguns dos seus mais ilustres representantes.

António José Fortes, António Maria Lisboa, Alexandre O’Neill, Mário Cesariny, Fernando Lemos, Henrique Risques Pereira, Carlos Eurico da Costa, Pedro Oom, José Augusto França, Vespeira, António Pedro e Mário Henrique Leiria são alguns dos poetas que inspiraram a LPO a desenvolver um imaginário estético e musical numa visão contemporânea, onde as técnicas e o estilo deste movimento serão a sua principal influência.

Para além das dezenas de espectáculos que levaram a LPO a percorrer todo o país, o grupo tem servido também de veículo para o desenvolvimento de espectáculos temáticos onde música e poesia andam de mãos dadas. “Poema Mundi – 1000 Palavras Para a Paz” (2022), “Cidade Nua – Poemas Para uma Cidade Imaginária” (2023), “Viagem ao Silêncio” (2022, uma abordagem à obra de Miguel Torga com a Orquestra Domus), “O Mundo de Sophia” (2019) e “Se Eu Fosse Uma Nuvem” (2020, sobre a obra de João de Deus) são alguns dos espectáculos encomendados que a Lisbon Poetry Orchestra apresentou nos últimos anos em palcos como o Capitólio (Lisboa), CCB, ou o Teatro de Vila Real.

Booking
Filipa Patrício (Mosto)
filipa.patricio@apalavra.pt / +351 964 281 301

Voltar à página inicial