Batimento

Em Junho de 2021 foi editada a Coleção Batimento com quatro livros/CDs de quatro projetos de música e spoken word: JP Coimbra, Lacónico, José Camilo e A Favola da Medusa.

José Camilo

Os poetas não devem ser chatos, mas os leitores não podem ser estúpidos

José Camilo é um artista que gosta de se posicionar entre a lírica cuidada e a dicção apurada de alguns dos mais nobres cantautores e a batida rápida acompanhada pela guitarra distorcida dos punk-rockers. As guitarras dão lugar aos teclados, as letras de canções a poemas sem rima nem refrão e a voz cantada é substituída pelo spoken word. Este é um disco de spoken word com a electrónica de Cláudia Correia, que faz também a produção musical, e um livro de poemas da autoria de José Camilo.

Bandcamp | Instagram | Facebook

JP Coimbra

De tanto procurar ainda me encontro

Em “De tanto procurar ainda me encontro”, privilegia-se o texto livre aprofundando a ambiguidade entre a poesia e a prosa, entre o real e o imaginário. É e não é, e é por ser e não ser, que se acontece. Num livro-disco, a escrita sai dela própria e ganha o corpo e a voz de quem a diz. Ao lado de JP Coimbra está o actor João Reis. Está mesmo ali, ao pé de escrever, amplificando a palavra, soltando os seus meandros, trazendo tudo à superfície.

Site oficial | Instagram | Facebook

Lacónico

Acaso

Li Alves e Cristóvão Campos debruçam-se sobre o poetry slam e o spoken word, numa aventura musical distinta. O som dos Lacónico encontra-se algures entre a música ambiente, o soul e a música electrónica; num registo obscuro, hipnotizante e um tanto surreal com letras que tratam da dura realidade que nos rodeia, pondo “o dedo na ferida”. Lacónico é um acaso que aconteceu na junção entre a palavra dita e experiências musicais.

Bandcamp | Instagram

A Favola da Medusa

Herbarium

A Favola da Medusa é um projeto que combina música improvisada e poesia. Nasceu em 2010, com o poeta Miguel Martins e o músico e escritor Filipe Homem Fonseca, e vem desenvolvendo colaborações com vários músicos, nacionais e internacionais. Atualmente, o projeto conta também com João Pedro Viegas no clarinete, Mário Rua na bateria e a atriz Ana Água na voz.

Facebook

Contactos
Filipa Patrício
filipa.patricio@apalavra.pt / +351 964 281 301